Home »
01 MAR 2018
Uma história de saque
Por Jornal Abarca

Enquanto a guerra na Síria permanece no centro da agenda internacional e da opinião pública, as atenções do mundo continuam a marginalizar o conflito mais sangrento desde a II Guerra Mundial. Desde o final dos anos 90, a República Democrática do Congo vive num estado de colapso real devido a um conflito interno que já vitimou cerca de 5 milhões de pessoas. Ainda assim, esta é uma guerra que começou como um conflito regional e posteriormente evoluiu para um conflito interno. O genocídio no Ruanda está na sua génese. Mas muito aconteceu desde aí. Este tornou-se num conflito que acabou por envolver os países limítrofes, com Angola a desempenhar um papel fundamental na manutenção do governo de Joseph Kabila; governo este que, para efeitos práticos não tem grande relevância no país já que o seu poder mal se estende para lá da capital. Ainda assim, Kabila não deixa de encabeçar uma ditadura que longe de proteger os seus cidadãos, tem-se focado na extração para benefício próprio das riquezas do país. Apesar do alheamento da opinião pública internacional, é neste país que que a ONU tem o seu maior contingente militar, composto por vários milhares de “capacetes azuis” permanentemente sob risco de ataque. Ainda no passado Dezembro, um ataque das milícias rebeldes vitimou 12 deles e feriu perto de 50. Mas este episódio recente de ditadura, saque e conflito não é nova na história do Congo. No final do século XIX a região tornou-se propriedade pessoal do rei Leopoldo da Bélgica que, em nome do seu enriquecimento pessoal, conduziu um genocídio no país que vitimou milhões de pessoas. Uma vez mais, a farta riqueza natural do país consumou-se numa maldição. Mas o cenário poderia ser bem diferente. A RDA situa-se no “heartland” africano, o que lhe confere uma localização geopolítica invejável. Pelas suas riqueza naturais, a RDA poderia ser o motor económico da África Central. Mas essa é uma ambição que, sem previsão alguma, continuará a não ser mais do que uma utopia.

(0) Comentários
Escrever um Comentário
Nome (*)

Email (*) (não será divulgado)

Website

Comentário

Verificação
Autorizo que este comentário seja publicado



Comentários

PUB
crónicas remando
PUB
CONSULTAS ONLINE
Interessa-se pela política local?
 81%     Sim
 19%     Não
( 200 respostas )
© 2011 Jornal Abarca , todos os direitos reservados | Mapa do site | Quem Somos | Estatuto Editorial | Editora | Ficha Técnica | Desenvolvimento e Design