Home »
10 FEV 2019
A Arte Subtil do Escanção
Por Jornal Abarca

O escanção têm méritos acrescidos que compartilham com os deuses: tinto ou branco, é bíblico o tema do seu muito saber, têm um conhecimento omnisciente do mundo através dos néctares que se produzem, e através deles não só evidenciam dons de sábios, como desfrutam do raro privilégio de extrair um enorme prazer enquanto trabalham. 

Há um mistério profundo, uma aura dourada, que envolve o mundo dos escanções e que leva a opinião pública a colocar estes homens (e mulheres) num pedestal que assoma para os deuses do Monte Olimpo. São dons e talentos demiúrgicos que nos fazem reconhecer, a nós que não o somos nem os temos, o quanto somos mortais e efémeros os nossos desígnios. O escanção, ou sommelier, como preferem evocar agora os snobs nas suas arengas mais ou menos enfáticas e regadas, têm ainda outros méritos acrescidos que compartilham com os deuses: tinto ou branco, é bíblico o tema do seu muito saber, têm um conhecimento omnisciente do mundo através dos néctares que se produzem, e através deles não só evidenciam dons de sábios, como desfrutam do raro privilégio de extrair um enorme prazer enquanto trabalham. Tudo isto com a mais-valia de serem pagos para beberem e, como por magia, sem danificarem a sua reputação pessoal. (...)

“Um escanção é um especialista em bebidas e, além do vinho, este profissional deve aconselhar cafés, água, cocktails, cerveja etc. Não é uma tarefa fácil pela variedade que existe de bebidas e vinhos. Ser escanção/ sommelier é uma das profissões mais complexas que conheço. E, para além de todo o conhecimento de bebidas, tem de ser um grande gestor comercial e uma pessoal rica em cultura, historia, geografia etc”, afirma o presidente da AEP (...)

No fundo, culmina José Carlos Santanita, “um escanção é a ponte de comunicação entre o consumidor e o produtor. É ele que, com mestria, deve aconselhar e sugerir o vinho para aqueles determinados momentos que vivemos”.

Poderá ler o resto da reportagem na edição em papel do Jornal Abarca, disponível nos postos de venda habituais.

(0) Comentários
Escrever um Comentário
Nome (*)

Email (*) (não será divulgado)

Website

Comentário

Verificação
Autorizo que este comentário seja publicado



Comentários

PUB
crónicas remando
PUB
CONSULTAS ONLINE
Interessa-se pela política local?
 80%     Sim
 20%     Não
( 194 respostas )
© 2011 Jornal Abarca , todos os direitos reservados | Mapa do site | Quem Somos | Estatuto Editorial | Editora | Ficha Técnica | Desenvolvimento e Design