Home »
05 MAR 2020
Os Últimos Pastores da Serra da Estrela
Por Jornal Abarca

Ser pastor tem a sua lenda, ainda mais se o guardar do gado se dá pelas terras de Folgosinho, talvez as que reivindiquem com mais convicção e argumentos serem o berço do herói-pastor Viriato.

Manuel Joaquim, 61 anos, pastor há 47, é um dos já poucos guardadores de gado da sua aldeia de montanha, Videmonte, em pleno concelho da Guarda. “Ainda tirei o 2º ano da Telescola [atual 6º ano de escolaridade], mas, apesar de ser um aluno razoável, aborrecia-me um pouco com os livros. Comecei a acompanhar o meu pai como pastor e, com exceção de uma temporada na tropa, sempre o fui até hoje”, afirma. (...)

“Não vejo aqui futuro para a vida de pastor, não compensa, é só exigências, não há pessoal, os jovens já não querem, eu próprio se fosse rapaz não sei se queria”, afirma Manuel Joaquim, notando que dos seus cinco filhos, os dois rapazes não veem qualquer encanto ao bucolismo da pastorícia, e os netos também não. (...)

 “Antes da entrada na CEE, por uma ovelha vendida para dar carne, davam-nos oito ou dez contos, agora por uma peça idêntica não dão mais de dez ou 15 euros, os preços pioraram muito. Assim, ninguém quer esta vida, isto é frio e não há pastos. Dantes, qualquer produto era vendido ao dobro do dinheiro, e o custo de vida não era tão caro como agora…”, observa.

Poderá ler o resto da reportagem na edição em papel do Jornal Abarca, disponível nos postos de venda habituais.

(0) Comentários
Escrever um Comentário
Nome (*)

Email (*) (não será divulgado)

Website

Comentário

Verificação
Autorizo que este comentário seja publicado



Comentários

PUB
crónicas remando
PUB
CONSULTAS ONLINE
Interessa-se pela política local?
 79%     Sim
 21%     Não
( 230 respostas )
© 2011 Jornal Abarca , todos os direitos reservados | Mapa do site | Quem Somos | Estatuto Editorial | Editora | Ficha Técnica | Desenvolvimento e Design