Home »
22 JAN 2021
VN BARQUINHA | Autarquia afasta hipótese de passadiço em redor de Almourol
Por Jornal Abarca
Foto: Tomás Reis
Foto: Tomás Reis

O arquiteto Tomás Reis criou uma proposta, que apresentou através do jornal online Mais Ribatejo, para a criação de um percurso circular em redor do Castelo de Almourol. A ideia passa por potenciar a experiência de visitar um dos monumentos mais simbólicos do país.

Em declarações à imprensa, Tomás Reis acredita que o desafio passa por adaptar o valor paisagístico do Castelo de Almourol maximizando a relação do monumento com os elementos naturais que o envolvem: “O local parece ter sofrido mais alterações ambientais ao longo das últimas décadas do que nos oito séculos anteriores: o rio Tejo tem menos caudal, num clima mais árido, ameaçando o espelho de água que envolve o castelo”, afirmou Tomás Reis.

Entretanto, a Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha esclareceu que o monumento é propriedade do Exército Português, a autarquia barquinhense é a administradora do bem e a tutela pertence à Direcção Geral do Património Cultural e que nenhuma destas entidades pediu algum estudo ou projecto a Tomás Reis.

Apesar de reconhecer que a proposta vai a reunião de câmara no dia 27 de Janeiro, a autarquia informa que não está no orçamento municipal “qualquer verba prevista para este avultado investimento”.

Fernando Freire, presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, mostrou-se contra o projecto: “Esta proposta, na minha avaliação subjectiva, não respeita o espírito do lugar. O impacto ambiental que uma tal obra provocaria no ambiente e na sua envolvente, coartando os padrões de vida da fauna e flora seria razão bastante para não aceitar esta proposta. Almourol é um encantador mosaico de memórias, estórias e lendas, um monumento fértil em património cultural intangível, que marca a paisagem deste sítio ímpar em Portugal”. Por isso, termina, a paisagem envolvente ao Castelo de Almourol “deve ficar como está!”.

Tomás Reis irá apresentar a proposta à Templars Route European Federation, cuja presidência foi assumida em Janeiro pela cidade de Tomar, e aos municípios cujas margens vistam o monumento: Vila Nova da Barquinha e Chamusca.

(0) Comentários
Escrever um Comentário
Nome (*)

Email (*) (não será divulgado)

Website

Comentário

Verificação
Autorizo que este comentário seja publicado



Comentários

PUB
crónicas remando
PUB
CONSULTAS ONLINE
Interessa-se pela política local?
 76%     Sim
 24%     Não
( 274 respostas )
© 2011 Jornal Abarca , todos os direitos reservados | Mapa do site | Quem Somos | Estatuto Editorial | Editora | Ficha Técnica | Desenvolvimento e Design