Home »
19 FEV 2022
OPINIÃO | "Sobre ser Mulher", por Susana Guerreiro
Por Jornal Abarca

Ser mulher é simplesmente existir.

Somos o que somos. Com medo, mas com coragem, somos quem quisermos ser.

Pode ou não coincidir com convenções como ser boa mãe, empreendedora, dona de casa, que não envelhece nem se cansa, atenta, sexy, divertida, carinhosa, culta, magra e forte sem cessar.

Em traços gerais, é isto que a sociedade impõe, todo o santo dia, todos os dias. No intervalo, precisamos de dormir e acordar para a verdadeira realidade. A nossa.

Muitas de nós, em determinadas fases das nossas vidas, chegámos a acreditar que é tudo isso que nos move, é isso que esperam de nós e o que dói mais é quando já somos nós a exigi-lo porque não queremos, de todo, defraudar expectativas, desiludir.

Quando deixamos de suportar o peso de tantas demandas e ousamos rejeitar compromissos que não nos pertencem, tornamo-nos mais sábias e distanciamo-nos de quem nos fez perder anos de vida.

Nunca é tarde demais para nos reencontrarmos, mas se eu soubesse o que sei hoje, seguiria um outro manual, escrito por mim, a pensar em mim e nas minhas circunstâncias. Se pudesse voltar atrás, teria corrido menos e voado mais.

É tempo de reaprender.

Está tudo bem em viver uma vida que os outros não entendem. A beleza está mesmo aí, em sermos livres e capazes de nos reconstruirmos, independentemente das batalhas ou intempéries que encontremos pelo caminho.

Não há pré-conceitos que nos impeçam de ser feliz se estivermos seguras de quem somos e de como queremos viver a outra metade das nossas vidas.

(0) Comentários
Escrever um Comentário
Nome (*)

Email (*) (não será divulgado)

Website

Comentário

Verificação
Autorizo que este comentário seja publicado



Comentários

PUB
crónicas remando
PUB
CONSULTAS ONLINE
Interessa-se pela política local?
 73%     Sim
 27%     Não
( 339 respostas )
© 2011 Jornal Abarca , todos os direitos reservados | Mapa do site | Quem Somos | Estatuto Editorial | Editora | Ficha Técnica | Desenvolvimento e Design